Marketing Social de Métodos Contraceptivos e de Prevenção das DSTs / AIDS

A DKT do Brasil tem orgulho de fornecer opções seguras e a preço acessível para homens e mulheres planejarem suas famílias e se protegerem das DSTs.

Marketing Social

O marketing social utiliza técnicas tradicionais de marketing para resolver os problemas sociais que exigem mudanças de comportamento. A maioria dos problemas de saúde do mundo pode ser drasticamente reduzido através de  mudanças de comportamento relativamente simples, como o uso de preservativos e dispositivos de controle de natalidade e prevenção das DST/ AIDS.

Como a DKT coloca em prática o marketing social

A DKT do Brasil disponibiliza seus produtos nos mais variados tipos de pontos de venda a um preço acessível. A nossa comunicação com os nossos consumidores é divertida e sensual, mostrando que prazer e sexo seguro andam juntos. Além disso, a nossa linha de produtos é extensa e desperta o interesse e a curiosidade dos consumidores, foi desenvolvida com intuito de incentivar os consumidores a utilizarem preservativos em todas as relações.

A DKT Brasil mantem parceria com ONGs (Organizações Não Governamentais) que atuam na área de prevenção e conscientização às Doenças Sexualmente Transmissíveis (DSTs) e planejamento familiar.

Atualmente as duas ONGs parceiras BARONG e EQUIPE VOLUNTÁRIA BRASIL, recebem doações de produtos da DKT do Brasil e estão autorizadas a vende-los em pontos de vendas não convencionais. A renda originaria dessa venda mantem os projetos de prevenção dessas instituições, além de disponibilizar os preservativos nos mais diferentes tipos de comércios.

As ONGs vendem os produtos na periferia, em pequenos comércios que muitas vezes não conseguem efetuar compras nos grandes atacadistas. Com isso, consegue-se disponibilizar os produtos Prudence nos mais diversos tipos de PDVs, a um preço justo. Essa também é uma característica do marketing social: usar a rede comercial já existente para a promoção de um produto de cunho social.

Por conta disso, é necessário que os produtos sejam vendidos, pois o valor que o consumidor atribui ao produto aumenta quando ele precisa ser adquirido. O importante é que esse produto seja acessível.

Além da venda, as ONGs trabalham nessas comunidades com a parte educacional. O trabalho de conscientização para a prevenção das DSTs/AIDS e planejamento familiar se inicia pelo proprietário do estabelecimento. É ele quem precisa se envolver com a causa e comprar a ideia, precisa entender que o produto tem que estar bem exposto e a um custo acessível para a população, se tornando, assim, um multiplicador que promove a mudança de comportamento da comunidade.